quarta-feira, 2 de junho de 2010

O Abecedário da vida cristã

Quando estamos terminando o ensino médio, as escolas nos pedem para fazer um teste vocacional para saber em quais áreas teremos mais afinidades, se é na área da saúde, das exatas, das humanas, etc. A partir desse teste muitos decidem em que profissão irá prosseguir, por exemplo: advocacia, medicina, engenharia, publicidade, professor, e por ai vai.


Mas existe uma vocação que é comum a todos os crentes em Cristo, na qual é descrita em Ef 1:4-12, onde o apóstolo Paulo nos mostra o propósito do nosso chamado, que é para sermos santos e irrepreensíveis para o louvor da glória do Deus. Um pouco mais a frente ele nos fala para andarmos de um modo digno da nossa vocação(Ef 4:1).

Penso que para viver de modo digno da nossa vocação é preciso saber o ABC da vida Cristã.

I - Letra A: A de ADORAÇÂO.


Adorar é atribuir a Deus a glória que é devida ao seu nome, pois somente Ele é digno de louvor. Todo crente precisa ter um vida de adoração, aquele que não tem uma vida de adoração, não vive e sim vegeta uma vida cristã, pois adoração é a essência do nosso relacionamento com Deus. Muitos pensam que adoração é só música, mas não é. A música faz parte da adoração, ela nos ajuda a adorar a Deus.

Uma vida de adoração inclui o louvor, a oração, a evangelização, o serviço, o estudo da Palavra. A adoração a Deus dever o nosso estilo de vida, sendo uma vida centrada em Deus, pois o enfoque principal da nossa adoração é a glória de Deus(I Co 10:31).

Jesus define a adoração que Deus deseja em Jo 4:23-24. Deus deseja que a nossa adoração seja em Espírito e em Verdade. Adorar em espírito requer que tenhamos o espírito de Deus em nossas vidas, para isso é necessário que tenhamos nascido de novo. E adorar em Verdade é adorar de acordo com a Palavra de Deus, pois é através Dela que conhecemos qual é a vontade de Deus.

E a Palavra de Deus é que nos leva para a próxima letra.

II – Letra B: B de BÍBLIA

A Palavra de Deus dever ser o nosso alimento espiritual diário, devemos sempre buscar conhecer o Senhor lendo e estudando a sua Palavra ( II Pe 3:18). Sem ela enfraquecemos e definhamos espiritualmente, pois ela que nos limpa e nos fortalece, e ela deve ser para nós como o bem mais precioso que temos (Sl 19:7-10). Através de sua Palavra Deus nos dá tudo que precisamos para ter uma vida santa ( I Pe 1:3-8), ela é essencial para nossas vidas e nos ajudará em nossas decisões.

Na tentação, o Senhor Jesus utilizou a Palavra para responder Satanás no deserto, falando três vezes: “Está Escrito”, citando o livro de Deuteronômio. A palavra estava firmada na mente do nosso Senhor. Não só nesse exemplo, mas em toda a vida do nosso Mestre o vemos praticando e aplicando as escrituras.

As escrituras são suficientes para nos preparar para toda boa obra, nos ensinar a viver uma vida cristã e nos orientar no modo de honrar a Deus. Mas para isso, devemos estudá-la sempre. Manejar bem a Palavra de Deus é o nosso dever, para não sermos envergonhados (II Tm 2:15) e sim sermos capazes de responder a todo aquele que nos pedir razão da nossa fé (I Pe 3:15). A Bíblia, toda a Bíblia, nada mais do que ela, tem que ser nossa regra de fé e prática.

III – Letra C: C de COMUNHÃO


Salmo 133 versículo 1 nos fala que é bom e agradável os irmãos viverem unidos, realmente é muito bom estar em comunhão com os nossos irmãos. A comunhão é um resultado das duas primeiras letras, se o irmão está em constante adoração e lendo a Palavra de Deus a busca pela comunhão com os irmãos é inevitável. Mas quando Deus deixa de ser o centro de nossas vidas, perdemos logo a vontade de ler a Sua Palavra e depois de ficarmos juntos com outros irmãos.
A vida digna do nosso chamado é aquela em que estamos em comunhão com o povo de Deus. Agora, para ela ser mantida assim exige de nós algumas virtudes que são vitais: a humildade, a mansidão, a longanimidade e o amor(Ef 4:2).

A comunhão nos ajuda a fortalecer, a ter uma vida santa, pois esta é a vontade do Pai para nossas vidas (I Ts 4:3). O Senhor Jesus orou por nossa união (Jo 17:20-23) e devemos realmente viver essa verdade ( I Jo 1:5-7).


IV – CONCLUSÃO

• Que possamos viver uma vida digna da nossa vocação

• Que possamos buscar glorificar a Deus em todo o nosso agir

• Que possamos conhecer a Deus, e crescer em sua graça, estudando as Escrituras

• Que tenhamos uma vida santa

• Que vivamos em comunhão uns com os outros.



Servindo com Alegria,

Henrique Prudêncio.


0 comentários:

Postar um comentário

Deixe o seu comentário.

  ©Template by Dicas Blogger.