quarta-feira, 31 de outubro de 2012

Quem irá?




Quem irá?

Quem irá compartilhar o grande amor de Deus
Que demonstrado foi em uma cruz por Jesus?

Quem irá levar as boas novas de perdão,
De misericórdia, graça e salvação, quem irá?

Quem   irá  cumprir o mandamento do SENHOR
De ir ao mundo para proclamar
O evangelho do Rei Jesus?

Quem  irá ajudar aqueles que desejam ir,
Com corações abertos no contribuir
Ampliando a sua visão do amor?

Quem irá  sair do bom conforto do seu lar
E pra seara  ir trabalhar, quem irá?

Quem irá por gratidão a Deus aqui servir
Pois do inferno já nos resgatou, e preparando está um lindo lar?

Eu irei, eis-me aqui, Senhor, quero te servir
Que eu possa ser um vaso em tuas mãos, usa-me. 

Letra e música: Henrique Prudêncio

Read more...

sábado, 6 de outubro de 2012

Fruto do Espírito - PAZ


 
O mundo clama por paz, será possível viver em paz no mundo em que vivemos?  É curioso pensar que o mundo fala tanto de paz, mas prepara-se para guerras; países têm seus arsenais bélicos tremendamente desenvolvidos e muito aparelhados. Que paz seria essa?

Sabemos que o coração do homem é desesperadamente corrupto, perverso, mau (Jr 17.9). Em Isaías 48.22 diz que “Para os perversos, todavia, não há paz, diz o SENHOR.” A falta de paz no mundo é uma consequência dos corações corruptos, recheados de pecados.






Viver em paz é a chave para o nosso testemunho cristão.

 
Então, como viver em paz em mundo onde ela não existe?
Vivemos em paz quando mantemos três relações importantes:

        I.            Paz com Deus (Cl 1.19-20; Rm 5.1)

 

Nossa primeira prioridade deve ser encontrar a paz com Deus. Aqueles que se deleitam na lei de Deus são abençoados. O pecado não só rompe nossa relação com Deus (Isaías 59:1-2), mas também destrói a nossa chance de felicidade real aqui (Sl 1:1-6, Is 57:20-21). 

Deus é fonte da paz, Deus é paz. Quando Adão e Eva viviam no Jardim do Éden, tiveram paz com Deus. Eles andavam com Ele e passaram um tempo com Ele (Gn3.8 a). Mas quando Adão e Eva decidiram pecar confiando Satanás em vez de Deus, a paz que tinham com Ele foi rompida (Gn 3.10 ). Mas Deus queria restaurar a paz que tinha com eles, então Deus prometeu enviar um Salvador para restaurar a paz (Gn 3.15 ). O Salvador que Deus prometeu foi Jesus! Deus cumpriu sua promessa quando enviou Jesus, seu Filho, para a terra. O profeta Isaías chamado Jesus, o Príncipe da Paz (Is 9.6 ). Por isso a PAZ é uma característica do reino do Messias (Jr. 23:6), sua cidade, Jerusalém, é a cidade de Paz.

A Bíblia diz que todas as pessoas pecaram (Rm 3.23 ), e cada pessoa perdeu a paz que Deus queria ter com ele ou ela (Is 57.21 ). Estes não conseguem descansar, estão sempre inquietos como o mar agitado (Is. 57:20). A ideia básica da palavra perverso é sem paz ou descanso. A rebeldia nos faz cansados de alma. O relacionamento com Deus é o segredo da paz, por isso quando o povo perdia sua paz pelo pecado, precisava apresentar um sacrifício Pacífico (Lv. 26:3,6).

 De que maneira obtemos essa paz de Deus? Somente através de Jesus Cristo (Rm 5.1). Somente através do sacrifício de Cristo na cruz é que a ira de Deus foi apaziguada. E passamos de inimigos de Deus para sermos seus filhos. Quando Jesus perdoa nossos pecados somos justificados diante de Deus, a nossa paz com Deus é restaurada!

 
     II.            Paz com outros (Rm 12.18; Mt 5.9)

 

O cristianismo também produz paz com os outros. Ele cria uma relação harmoniosa entre os crentes, e também produz relativa harmonia com os descrentes em torno de nós. Em certo sentido, Jesus não veio para trazer a paz, mas a espada (Mt 10.34-36). Este descreve a luta entre a justiça e o mal. Ele reflete a divisão que inevitavelmente ocorre entre aqueles que procuram agradar a Deus e aqueles que se rebelam contra a vontade de Deus.
Às vezes vamos experimentar conflito com o mundo, no entanto, como regra, obediência ao Senhor irá melhorar todos os nossos relacionamentos (Pv 16.07). 

Assim, os cristãos são exortados a viver em paz com todos os homens (Rm 12:18). Se o evangelho de Cristo pode quebrar o muro de ódio que existia entre judeus e gentios, ele pode resolver todas as dificuldades que existem entre irmãos, se nós seguirmos o padrão bíblico (Efésios 2:13-17).

O povo de Deus deve promover ativamente a paz (Mt 5:9, Tg 3:17-18, 1 Pe 3:10-12). Devemos nos esforçar para viver em harmonia (Sl 133:1; 2 Co 13:11). Temos que procurar manter a unidade cristã (Efésios 4:1-3). Isso não só significa que devemos evitar conflitos e discórdia, devemos também um esforço positivo para a edificação do corpo de Cristo (Romanos 14:19).  Unidade não pode existir onde há egoísmo e orgulho. Se quisermos alcançar a paz com os outros, temos de ter a humildade de Cristo (Fl 2:1-8).

 III.            Paz com nós mesmo (Is 26.3; 32.17; 48.18)

 

 A paz interior é um subproduto de estar bem com Deus e com os outros. O cristianismo proporciona paz com si mesmo, ou seja, uma tranquilidade interior, independente das circunstâncias. No entanto, a paz de espírito é uma qualidade rara no mundo de hoje.  O segredo não é encontrado na leitura de livros de auto-ajuda ou tentando alcançar uma atitude mental positiva. 

Nós alcançamos a paz de espírito, aplicando a palavra de Deus para as nossas vidas (Gl 5:22). Foi esta a paz que Davi pediu para seu filho Salomão ( I Cr. 29:19).  Tranquilidade interior pertence àqueles que confiam no Senhor (Is 26:3, Fl 4:6-7). Contentamento é fruto de uma atitude espiritual (Rm 8:6). A serenidade é o efeito natural de deixar o Deus da Paz governar nossos corações (Cl 3:15). 

Os cristãos devem ser as pessoas mais felizes e mais bem ajustadas no mundo. Podemos enfrentar problemas difíceis, mas a paz de Deus nos permite manter um equilíbrio adequado. A paz não é a ausência de conflito na vida, mas a capacidade de lidar com ela. Através de Cristo, podemos superar qualquer adversidade; podemos nos alegrar, mesmo em face das dificuldades (Rm 8.28).  A paz que Cristo dá é qualitativamente diferente do que o mundo pode dar (Jo 14:27; 16:33).

Conclusão

Que sejamos pacificadores, mesmo que viemos a pagar um alto preço. Seguindo o exemplo do nosso Mestre e Senhor, Jesus Cristo.

Read more...

  ©Template by Dicas Blogger.