sexta-feira, 8 de março de 2013

UM TRIBUTO ÀS SAGRADAS ESCRITURAS


Toda a Escritura é inspirada por Deus” (2 Tm. 3:16)

                A Bíblia – peculiar dádiva do céu (Calvino). Estamos diante de uma revelação grandiosa dada pelo próprio Deus Trino, o Criador e Sustentador de todo o universo, de Gênesis-Apocalipse, uma revelação do princípio ao fim da história da humanidade, o registro dos atos sobrenaturais de Deus na História.  A Bíblia é um livro sem igual, um livro vivo.

                A Palavra do próprio Deus; Quando a Bíblia fala, Deus fala. Ela veio do céu, é espiritual, algo incrível. Temos, portanto, um privilégio incomparável, incomensurável, sobrenatural, grande responsabilidade ao recebê-la, lê-la e ouvi-la, e guardá-la; um tesouro inigualável, mais valiosa que ouro puríssimo, nada mais tem valor diante da voz do SENHOR “Fala, SENHOR, porque o teu servo ouve.”[1 Sm 3:39] Disse Samuel; Ela é nossa proteção contra a apostasia e todo engano das astutas ciladas do Diabo, contra todo engano do mundo e também do auto-engano,  tudo que é necessário para uma vida piedosa, uma vida que agrada o SENHOR, uma vida feliz  em um mundo tenebroso que jaz no Maligno e passageiro e destinado à destruição.

                Ela revela a Pessoa de Deus, do Senhor Jesus Cristo, do Espírito Santo  e o amor de Deus pelos homens, dentre muitos outros assuntos fundamentais necessários ao conhecimento humano; uma grandiosa benção para toda humanidade que pode recebê-la, especialmente para os eleitos de Deus. Nada há de mais valor em termos visíveis do que a Bíblia na face da terra; é motivo de louvor, adoração, de gozo, grande alegria, temor, gratidão, esperança, de amor para com o Deus trino. Devemos lembrar, continuamente, o que a própria Bíblia diz: No Senhor Jesus Cristo estão ocultos todos os tesouros da sabedoria e do conhecimento (Cl.2:3); portanto, regozijai-vos do Senhor e no Seu Evangelho – as Boas Novas. 
               
                A Bíblia é proveitosa por excelência e seu ensino requer que o leitor seja um aprendiz, capaz de ouvir e obedecer, requer humildade, que sejamos ensináveis e cheio de temor, conscientes da nossa incapacidade de julgar a nós mesmos,  sejamos  dependente e desejemos  um padrão de justiça do alto. 

                A Bíblia pressupõe seja seu leitor um homem de Deus, convertido e seu propósito é extremamente elevado em termos de santidade, natureza divina, integridade e capacitação para o ministério do Senhor Jesus Cristo – salvação, libertação e boas obras.  Que cada leitor da Bíblia possa dizer como salmista: “Quanto amo a tua lei! É a minha meditação, todo o dia!” (119:97).

César Pimentel

Read more...

  ©Template by Dicas Blogger.