sexta-feira, 26 de junho de 2009

O culto no lar




Estas palavras que, hoje, te ordeno estarão no teu coração; tu as inculcarás aos teus filhos, e delas falarão assentado em tua casa, e andando pelo caminho, e ao deitar-te, e ao levantar-te. Também as atarás como sinal na tua mão, e te serão por frontal entre os olhos. E as escreverás nos umbrais de tua casa e nas tuas portas.”

(Deuteronômio 6.6-9).

O meio mais comum e principal que Deus usa para salvar almas é a pregação de Sua Palavra. Mas Ele também pode usar o culto familiar, uma adoração em família, para salvar pais, mães e filhos que ainda estão perdidos e mortos nos seus pecados. A palavra adoração aparece freqüentemente nas escrituras, e por toda a Palavra vemos que Deus exige a nossa adoração (Mt 4: 10). Tanto comunitária (Sl 95: 1-5; Hb 10: 25), como individual (I Co 10: 31).

Edificar uma família centrada na Palavra (Mt 7: 24-27) é a essência da responsabilidade que Deus mesmo tem dado aos pais, e é um dever que cada pai deve abraçar alegremente, pois ele é sacerdote do lar. Formar uma família centrada na Palavra é uma alegria, não um trabalho penoso. Esta é a maneira que Deus planejou que fosse. A Palavra de Deus é o único alimento verdadeiramente sadio que os pais podem oferecer aos seus filhos, sem o risco de intoxicação ou envenenamento. (Mt 4.4) Infelizmente muitos lares não desfrutam desta bênção que é o culto familiar, preferem usar o tempo do Senhor em frente à TV, ou até mesmo conversando coisas que não edificam e que desagradam ao Senhor. Com isto o lar vai enfraquecendo e ruirá à menor investida do inimigo. Devemos valorizar aquilo que o melhor para nós, que é a Palavra de Deus.

“Se o SENHOR não edificar a casa, em vão trabalham os

que a edificam... Herança do SENHOR são os filhos; o fruto

do ventre, seu galardão. Feliz o homem que enche deles a

sua aljava...” (Salmos 127:1a, 3, 5a).

“Grandemente se regozijará o pai do justo, e quem gerar a um sábio nele se alegrará” (Provérbios 23.24).

Os cabeças dos lares são responsáveis pela educação espiritual das suas famílias. Devem fazer tudo que podem para estabelecer e manter o culto familiar em seus lares. Quando pais não podem preencher este dever pessoalmente, eles devem encorajar suas esposas a levarem este preceito. Por exemplo, Timóteo se beneficiou grandemente das instruções diárias da sua mãe e avó tementes a Deus (II Timóteo 1:5; 3:15). É importante que pais e filhos leiam a Bíblia e orem juntos diariamente, como uma unidade familiar. Muitas famílias estão dispersas onde os membros delas não têm tempo de conversar um com o outro. Algo precisa ser feito para que a família não perca sua identidade como tal principalmente no que consiste às coisas espirituais. Um tempo precisa ser dado para a adoração em família. Se nossos lares são fortes, firmados na Palavra de Deus, com certeza a nossa igreja será forte, pois a igreja é formada por lares. Culto familiar fará de nossos lares um lugar mais abençoado de se viver. Ele os fará mais harmoniosos, mais santos. Culto familiar nos dará paz. Irá edificar a nossa igreja.

SUGESTÃO PARA UM CULTO FAMILIAR

A melhor orientação quem pode dar é o Espírito Santo, por isto ore pedindo ao Senhor graça para estabelecer o culto no seu lar.

  1. Todos os membros da família (crentes ou não) devem participar;
  2. Realize o culto mesmo que alguns teimem em não participar. Com o tempo todos irão participar;
  3. Comece com o louvor (dois ou três hinos/corinhos);
  4. Faça a leitura bíblica. Todos devem ler pelo menos um versículo. As crianças que ainda não sabem ler devem repetir enquanto alguém lê para elas;
  5. Se não houver alguém que explique as escrituras, faça uso de outros materiais.
  6. Ore apresentando as necessidades da família;
  7. Faça do culto familiar uma norma de vida para o seu lar.

Servindo com alegria,

Henrique Prudêncio


Read more...

quarta-feira, 17 de junho de 2009

Servindo a Cristo

Lucas 9:57-62. “E Jesus lhe disse: ninguém que lança mão do arado e olha pra trás e apto para o Reino de Deus”


Como está a nossa dedicação no serviço de Deus?

Será que estamos empolgados com o serviço de Deus?

Estamos empolgados em falar de Deus aos outros que não O conhecem?

Jesus Cristo nos livrou da condenação eterna, mudou a nossa vida, nos fez uma nova criatura, e nos deixou uma ordem de proclamar o Seu evangelho (Mt 28:19-20), mas, muitas vezes, pensamos que essa ordem não é para nós, e vivemos de maneira indiferente aos que não conhecem a Deus. Devemos nos dedicar em CRESCER no conhecimento do nosso Senhor Jesus (II Pe 3:18), gastando TEMPO: em estudar a sua Palavra, em oração e em Comunhão; para que possamos APRESENTAR o evangelho com mais segurança e também nos empolgar em fazer a Sua obra, a fim de que novos membros sejam ganhos para o corpo de Cristo, cumprindo assim o nosso chamado. Nunca devemos perder a oportunidade de falar de Cristo aos outros, pois não sabemos o que irá acontecer com elas, logo após um breve contato. Devemos Servir uns aos outros com os dons que Deus nos deu (Ef. 4: 11-16), edificando, assim, o corpo de Cristo.

Irmãos, nunca é demais trabalhar para Deus, e Ele nos recompensará, no Seu tempo, por cada serviço prestado (Ap 22:12), pois o nosso trabalho não é vão no Senhor (I Co 15:58), e é Ele que nos capacita para fazer a Sua obra (II Co 3:5). Deus irá nos conceder tudo que precisamos para desempenhar o serviço que temos para prestar a Ele. Que possamos realizar a obra de Deus com mais vigor, não só dentro da igreja, mas, principalmente fora dela anunciando ao Evangelho do nosso Senhor Jesus Cristo, pois o mundo precisa Dele.

Servindo com Alegria,

Henrique Prudêncio.

Read more...

quinta-feira, 4 de junho de 2009

Alegria na Provação


Certa vez, um homem precisou fazer uma cirurgia e um dos seus olhos. Mas, por um erro médico, ele perdeu a visão. Em vez de ficar revoltado, murmurando , ou até querendo saber o porquê, ele apenas cria na soberania de Deus e sabia que Deus tinha um propósito. Esta situação fez com que ele escrevesse um hino/onde a primeira frase é : "Deus nada faz sem um plano ou razão..." ; e a primeira frase do refrão é a seguinte:"Regozija(alegre-se) em Deus que erros não faz...". Realmente irmãos, esta é a forma com que devemos lidar com as provações, sabendo que Deus está no controle de tudo e que as nossas provações servem para moldar as nossas vidas. A maneira que Deus faz com que as coisas aconteçam em nossas vidas é sempre a melhor mesmo que ao nosso olhar pareça ser pior.
“E sabemos que todas as coisas contribuem juntamente para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito” (Rm. 8:28)
“Porque a nossa leve e momentânea tribulação produz para nós um peso eterno de glória mui excelente” (2 Co. 4:17).
I Co 10: 13
Não vos sobreveio tentação que não fosse humana; mas Deus é fiel e não permitirá que sejais tentados além das vossas forças; pelo contrário, juntamente com a tentação, vos proverá livramento, de sorte que a possais suportar.
Tg 1 : 2-3;12
2 -3
Meus irmãos, tende por motivo de toda alegria o passardes por várias provações, sabendo que a provação da vossa fé, uma vez confirmada, produz perseverança.
12
Bem-aventurado o homem que suporta, com perseverança, a provação; porque, depois de ter sido aprovado, receberá a coroa da vida, a qual o Senhor prometeu aos que o amam.
Logo abaixo deixo a cifra deste belíssimo Hino.
REGOZIJA EM DEUS
LETRA: Ron Hamilton, 1950
MÚSICA: Ron Hamilton

I
D Bm G A
Deus nada faz sem um plano ou razão,
F#m Bm Em A
Quando prova Seu servo e lhe dá formação.
D Bm G A
Dá graças a Deus, quando teste se faz
G A D
Em trevas, nos dá Sua paz.

D Bm G A
Regozija em Deus que erros não faz
D Bm G A
Ele sabe o fim do caminho em que vais
A#º Bm F#m G Em7/5b
Pois ao te provar, purificar
Em A D
Qual ouro, então serás

II
D Bm G A
Quando as trevas, a frente se impõem,
F#m Bm Em A
Eu olho pra cruz que o calvário expõe.
D Bm G A
Submeto-me ao Mestre, não olho pra trás;
G A D
A paz vem, e o medo desfaz.

III
D Bm G A
Sim posso ver, provações vem de Deus;
F#m Bm Em A
Em amor, fortalece e limpa os Seus.
D Bm G A
Meu Pai sempre faz o melhor, sim, eu sei.
G A D
Eu limpo, mais fruto darei.

Sabemos que Deus nunca nos dá uma provação maior que nós podemos suportar, e com isso devemos sempre confiar no que ele faz e permite em nossas vidas.Que sejamos sempre grato a Deus quando Ele nos provar.


Servindo com alegria,
Henrique Prudêncio.

Read more...

quarta-feira, 3 de junho de 2009

Visando a edificação mútua



E tudo quanto fizerdes, fazei-o de coração, como ao Senhor, e não aos homens, sabendo que do Senhor recebereis como recompensa a herança; servi a Cristo, o Senhor.” Cl 3:23-24.



When Christ is all, that is the way we will live with each other.Fazer Cristo ser tudo em todos! Esta é a forma que devemos viver uns com os outros. And people will know that Christ is all when they see us living that way with each other. E as pessoas só irão saber que Cristo é tudo em nós quando eles nos veem viver dessa maneira um com o outro. Quando estamos desconectados uns dos outros, essa preciosa realidade não tem como ser vista. Fomos chamados para sermos um corpo em Cristo, por isso devemos viver e lutar para que essa realidade seja feita. E se realmente somos um corpo vamos trabalhar JUNTOS afim de que este corpo esteja sempre saudável e forte, onde cada membro contribua no crescimento dela, segundo o que Deus tem lhe capacitado, visando uma edificação mútua. Sabendo que o nosso trabalho para Deus não é em vão, devemos trabalhar para Deus enquanto pudermos, pois nenhum de nós sabe quando ficaremos incapazes de servi-lo. Vamos fazer valer a pena as nossas vidas, servindo ao nosso grande Deus.


Servindo com alegria,

Henrique Prudêncio

Read more...

  ©Template by Dicas Blogger.